About Me

Minha foto
M. Rosa
Maristela Rosa,universitária,faço faculdade de Comunicação Social(serei uma jornalista com diploma,acreditem!!!) Tenho 19 anos e adoro escrever besteiras,coisas inúteis e agora quero dividir isso com o Mundo,não é ótimo???rsrsrs....Mas voltando a falar de mim:gosto de ler,escrever,ver filmes,ouvir e contar histórias,por isso conto com a ajuda e interesse de vocês para fazer desse Blog uma página divertida,interessante e diferenciada na Net.! Agradeço,desde já e Mão na massa! =)
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Tecnologia do Blogger.
quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Aí vem o Chaves!

      "Aí vem o Chaves, Chaves, Chaves! Todos atentos, olhando pra TV. Aí vem o Chaves, Chaves, Chaves! Com uma historinha bem gostosa de se ver!". Quem não conhece esse musiquinha, que atire a primeira pedra! Chaves fez mesmo parte da infância de uma geração (a qual eu faço parte) e ainda continua encantando. Não sei se o caro leitor sabe, mas Chaves é o único programa do mundo que chegou ao primeiro lugar de audiência em todos os países que passou. Que o diga o SBT, que á décadas tem o Chaves em sua grade de programação, sempre com uma boa audiência.
       Esse ano o programa comemora 40 anos desde a sua estreia. E haverão muitas comemorações em torno dos fãs e o criador do seriado. Mas não é dessas comemorações que quero tratar, neste breve texto. Na verdade, quero mesmo é me juntar ao coro de pessoas que não cansam de elogiar o seriado. O Chaves é simplesmente genial, não tenho medo de dizer! O programa mostra, de uma maneira muito simples, que é possível fazer rir sem ser grosseiro, sem passar por cima de certos limites. 
      Me entendam bem, não sou uma dessas que defende o 100% politicamente correto no humor, acho esse discurso atual de censurar tudo quanto é piada, um saco! Mas a questão é que Chaves é extremamente engraçado e envolvente, sem precisar apelar para a baixaria. É tudo muito simples é bem feito. A gente ri de coisas infantis, como o Chaves lendo errado, a Chiquinha com medo da lagartixa, o Kiko e sua burrice, ou melhor, pouca inteligência (para caso de um "politicamente correto" estar de olho neste post)...
    Em todo caso, o fato é que Chaves tem o poder de nos fazer criança, afinal, mesmo sabendo como começa e termina os episódios, a gente sempre ri! Ou vai me dizer que isso só acontece comigo?!




M.Rosa






                   Bjos, abraços, aperto de mão e parabéns ao nosso Chaves!
domingo, 22 de janeiro de 2012

Orkut - o rejeitado

            Redes sociais são uma febre, hoje mais do que nunca! São um fenômeno comunicativo novo e rico, que ainda estamos começando a explorar. Mas não é bem das potencialidades dessas redes que quero discutir.
            O fato é que o primeira rede social realmente popular de que se tem notícia, no Brasil ao menos, é o Orkut. Nenhum garoto ou garota que se dizia 'conectado', podia não ter um perfil no Orkut. Quando se conhecia alguém e se gostava dessa pessoa, a primeira pergunta era:"Você tem Orkut?!". Mas hoje isso mudou, e muito! Agora ter Orkut é 'mico'. Orkut é sinônimo de pobreza, falta de classe. A minha pergunta é: Por que? Por que que, de uma hora para outra o Orkut se tornou tão mau quisto?
            Muita gente supõe que seja questão de "modinha". Agora o que está na moda é Facebook, então as pessoas migram para um e fala mal de outro, sem o menor remorso. Mas será só isso? Bom...Eu tenho uma teoria! O Orkut, depois que se tornou popular, começou a ser palco de algumas coisas bem ruins e degradantes. Comunidades defendendo desde o racismo até a anorexia. Grupos de criminosos e vândalos marcavam encontros para briga através do site. É claro que esse tipo de coisa pode vir a ocorrer no Facebook também (se é que não ocorre), mas o Orkut acabou estampado na TV e nos jornais como "o site de relacionamento" criminoso.Ou seja, um site que antes era posse da elite, da 'gente de classe', agora estava sendo invadido. Quando o Brasil tomou conhecimento do Facebook viu nele a oportunidade de ser chic e VIP de novo, agora cuspindo no prato que comeu.
              O único problema que vejo nisso tudo é que se associa o marginalidade e os 'maus costumes' a pobreza. Ou seja, se uma pessoa mora na favela, tem que usar Orkut, se mora bem e é  educado, usa Facebook e zoa os ferrados do Orkut. Um aviso:"A favela de hoje foi o condomínio de ontem, e o luxo de hoje, pode ser o lixo de amanhã." Em todos os casos o preconceito e a hipocrisia são gritantes.




Bjos, Abraços, aperto de mão!


                           
             M.Rosa
sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

A Luíza, o Canadá, o BBB, o jornalismo...



     O jornalista Carlos Nascimento disse:" Os problemas brasileiros estão todos resolvidos, ou nós nus tornamos perfeitos idiotas. Não é possível que dois assuntos tão fúteis possam chamar a atenção de um país inteiro. Primeiro um programa de televisão em que si discute um estupro, por si só já é um absurdo, negado pelos dois protagonistas. Segundo, uma pessoa que ninguém conhece vira uma celebridade na mídia somente porque o nome apareceu milhares de vezes na internet. Luíza já voltou do Canadá. E nós já fomos mais inteligentes."

     Luíza e BBB não são mesmo assuntos que vão mudar o país Carlos, tem razão. Mas e daí? Tudo que dissemos e fazemos agora tem que ter um fundo moral, consciente, revolucionário? Até onde vi, a imprensa também fez seu papel de dar ibope a essas "notícias". Com toda a certeza esse puxão de orelhas de Nascimento, está bem canalizado para a Rede Globo, que deu um destaque absurdo para essa tal de Luíza (que não é e nem nunca fez nada de importante) e que foi a casa (literalmente) onde ocorreu o tal "estupro". Não acho que uma brincadeira de internet mostre que as pessoas estão com os seus problemas resolvidos, mas quando telejornais escolhem fazer entrevistas exclusivas e dar uma importância incrível a algo extremamente vazio, aí está mesmo na hora de repensar as coisas. Acredito que Carlos esteja falando de jornalista pra jornalista. Perguntando a seus colegas e suas emissoras:"Será mesmo que é isso que as pessoas precisam ver no noticiário? Isso é de fato relevante?" E sob este ponto de vista, concordo com ele. Mas não tenho nenhum peso na consciência por ter feito parte da brincadeira com a tal Luíza! Aliás, tá todo mundo comentando o que Carlos Nascimento disse, menos a Luíza, que tá no Canadá! Tá bom, eu sei que ela já voltou.





Bjos, Abraços, aperto de mão!




                            M.Rosa
quarta-feira, 14 de setembro de 2011

#ChupaBrasil

            Essa semana o concurso de beleza mais famoso do mundo, o Miss Universo, foi realizado aqui no Brasil. O país está sendo cede de eventos internacionais de grande popularidade, além do Miss Universo fomos sede do campeonato de MMA 2011. Sem falar, é claro, da famigerada Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016. Mas não quero falar sobre o atual momento internacional do Brasil, esse assunto poderá ser discutido em outro texto; quero mesmo é falar sobre o que ocorreu no Miss Brasil.Vamos aos fatos!
Leila Lopes -Miss Universo 2011
      O evento foi realizado na cidade de São Paulo e o concurso foi transmitido para vários países, ao vivo. Pois bem...na ânsia de querer mostrar ao mundo a cultura brasileira os organizadores colocaram no palco homens sem camisa com uma calça (horrorosa!) estampada com a bandeira do Brasil que lutaram capoeira (ao som do bom e velho berimbau, claro!)...Não satisfeitos com isso, colocaram Claudia Leite cantando em Inglês. Quer dizer, a mulher sempre cantou em português, quando chega a vez de ela mostrar pro mundo que aqui é Brasil, a mulher resolve cantar em inglês? Exatamente isso! E ainda me coloca um batuque de samba bem clichê no meio da música só pra dizer "olha, é Brasil tá gente!?!".
    Bom, a Miss Brasil foi um caso a parte... A mulher colocou silicone nos seios, fez plástica no nariz e nem cara de brasileira tem, na verdade nem cara de gente...a moça parece mais uma estátua de cera(e isso não é um elogio). E ouve ainda quem dissesse, de forma educada e falsa, certamente, que a Miss Brasil poderia se tornar a Miss Universo; terceiro lugar foi o máximo que ela conseguiu (o que, aliás está mais que ótimo pra ela). 
   Mas o fato é que, mesmo tendo tanta mistura de raças no país, tendo tantas mulheres morenas, negras e mestiças o Brasil sempre acaba por escolher a beleza das mulheres brancas. Mas, eis que a vingança chegou! Pois é, teve de vir uma mulher de Angola pra concorrer e ganhar o Miss Universo no Brasil, esfregar na cara de todos e, de forma metafórica, dizer: "Sim! Mulheres negras são bonitas!". Agora é esperar e ver se o Brasil (e o Mundo) entendeu o recado...




Bjos, abraços, aperto de mão e um tchauzinho de miss!




M.Rosa
domingo, 24 de julho de 2011

Sexo, Drogas e Rock'n'roll

            A trilogia "sexo, drogas e rock'n'roll" não é nova. Esse modo de vida perigoso e inconsequente já foi a bandeira de muitos rockeiros e ainda hoje atrai muitos jovens. Mesmo tendo consciência das consequências de uma vida arriscada como essa, os mais jovens ainda vêem no comportamento "rock'n'rol" um certo glamour. Mas não é bem desse pensamento jovem que quero tratar...

         Ontem, dia 23 de julho de 2011, morreu a cantora Amy Winehouse, vitima de si mesma. Aos 27 anos a cantora se encontrava num estágio avançado de dependência do álcool e das drogas. Apesar de suas composições e seus discos (foram apenas 2 discos gravados) estarem agradando ao público e a crítica Amy parecia não estar satisfeita, muito menos feliz.... A moça vivia um relacionamento conturbado com namorado (que depois, mesmo com a família contra, se tornou marido) e as brigas com ambos embriagados eram constantes.
       Muitos vão aproveitar essa morte pra dar lição de moral, pra dizer o quanto as drogas são ruins, que podem matar, destruir...E tudo isso está muito certo, claro! Amy é um exemplo clássico de que as drogas levam o ser humano a um nível perigoso de descontrole e muitas vezes leva a morte, mas não pretendo fazer esse discurso. Aliás, só pretendo mesmo mostrar o meu lamento por um talento como esse ter nos deixado tão cedo. Eu não era fã de Amy Winehouse, mesmo assim me sinto a vontade pra dizer que ela tinha uma voz rara e suas músicas eram muito autenticas. É uma pena ter que dizer isso, mas para Amy as drogas foram um caminho sem volta.

Apesar de suas  músicas terem uma levada de soul e jazz, seu comportamento era bem rock'n'roll...



    Bjos, Abraços, Aperto de Mão!


M.Rosa
segunda-feira, 18 de julho de 2011

Seleção Bola Murcha

            "O melhor futebol do mundo!"; "a única seleção com 5 estrelas!"; "a 'amarelinha' impõe respeito!" - Essas e outras frases de exultação ao nosso futebol, que tanto foram usadas e que faziam o maior sentido do mundo, ontem caíram por terra! Não é que a nossa Seleção deu um espetáculo digno de estar no quadro "Bola Murcha", do Fantástico? Afinal, nem mesmo os perebas da pelada de fim de semana têm tamanho vexame no currículo! Vamos aos fatos...
          O Brasil acompanhava esperançoso a sua seleção na Copa América 2011, afinal tínhamos talentos novos como P.H. Ganso (no meio campo), Pato (no ataque) e Neymar (no ataque) além de jogadores já experientes em seleção brasileira, como Lúcio(zagueiro), Robinho (meia atacante) e Júlio César (Goleiro). Ou seja, estava tudo preparado para mais um título da Copa América vir parar nas nossas mãos, certo? Errado! Muito, errado, aliás. O Brasil não só foi eliminado, como fez algo inédito.
          Como diria nosso ex-presidente Lula "nunca antes na história desse país" o Brasil foi para uma disputa de penautes e perdeu TODAS as cobranças!  Eu não vi o  jogo (ainda bem), mas quando cheguei em casa e perguntei a minha irmã qual o placar ela disse "Perdemos!", daí eu perguntei: "Quem errou a cobrança?" e ela disse: "Todos! haha...Foi um vexame!". Bom...é claro que eu achei que era exagero, que ela estava com raiva pela derrota....Tudo! Menos crer que a nossa seleção errou todas as cobranças, para, né? Até eu em 4 chances converto uma! E não me venha com a desculpa de que o campo estava ruim, porque nenhum dos jogadores da seleção brasileira nasceu em berço de ouro e sabem muito bem como é jogar num campo de areia (ou quem sabe o dinheiro subiu a cabeça e eles esqueceram as origens...).
          Mas o pior de tudo é que seleção jogou bem...pelo menos até a parte que eu consegui assistir do jogo o Brasil teve grandes chances, mas o que adianta ter a chance e não fazer o gol? É triste dizer, mas o Paraguai está na semifinal da Copa América, e tudo porque os nossos jogadores não sabem bater penaute! Onde você estava que não treinou esses jogadores, ein Mano?! 




   Bjos, abraços, apertos de mão (e condolências)!








                                                                                                              M.Rosa







quarta-feira, 13 de julho de 2011

Conteúdo Zero

            Se você não conhece ou nunca ouviu falar no programa "Casos de família", bom...sorte a sua! Sorte a sua por não ocupar as suas tardes vendo baixarias, discussões sem sentido, além de pessoas feias e mal arrumadas (desde a platéia até os convidados). Mas do que se trata esse programa? De cuidar da vida alheia, mais nada. Cada dia o programa tem um tema e leva uma pessoa que se encaixe no assunto proposto, um parente dessa pessoa, um amigo e até um vizinho (que seja bem fofoqueiro, de preferência). Mas se eu não gosto do programa, o que me motivou a escrever um texto a respeito dele? O tema de hoje! (sim eu assisti a essa m****). Na verdade o tema foi até comum, era sobre os ídolos de algumas mulheres, aquelas que amam um determinado artista. Normal, né? Não! Uma mulher foi até lá, com o marido e a vizinha fofoqueira dizer que era fã, sabe de quem??? De quem??? Alexandre Frota, acredite se quiser!Pra você ver o tipo de pessoa que vai até esse programa. Ah, ela viu o filme pornô dele...
           O Brasil não merece um programa feito esse, merece? Bom, o senhor Silvio Santos acha que sim, afinal ele mantem este programa pavoroso no ar. Aliás, ele corre atrás da audiência não importando que tipo de programa tenha que manter no ar. Mas um programa como esse, tem audiência? Ô, se tem! E é isso o que mais me apavora. As pessoas adoram um entretenimento burro e sem sentido, aquela velha história do "pão e circo", sabe? Eu só fico pensando até quando esse tipo de programa vai fazer sucesso e até quando as nossas vidas serão inundadas por programas cheios de NADA!


                                             Bjos, abraços, aperto de mão!


M.Rosa