About Me

Minha foto
M. Rosa
Maristela Rosa,universitária,faço faculdade de Comunicação Social(serei uma jornalista com diploma,acreditem!!!) Tenho 19 anos e adoro escrever besteiras,coisas inúteis e agora quero dividir isso com o Mundo,não é ótimo???rsrsrs....Mas voltando a falar de mim:gosto de ler,escrever,ver filmes,ouvir e contar histórias,por isso conto com a ajuda e interesse de vocês para fazer desse Blog uma página divertida,interessante e diferenciada na Net.! Agradeço,desde já e Mão na massa! =)
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Tecnologia do Blogger.
sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Enfim salvos! O que vem depois?

       Nesta semana o mundo todo voltou suas atenções e sua orações para o Chile. Todos muito ansiosos, mas, ao mesmo tempo, com muita esperança! 33 mineiros foram resgatados com vida depois de ficarem 69 dias presos a mais de 700metros de profundidade em uma mina. Esses homens sem dúvidas foram guerreiros, batalhadores, vencedores, heróis, mas só isso não basta. O fato é: Quantas minas espalhadas, não só no Chile, mas em vários outros países fazem de trabalhadores vítimas?? Quantos não morreram antes deles?? O que será feito pra que tragédias como essa, ou piores não ocorram mais??
   Há uma especulação, por parte da mídia, sobre como este episódio e a resistência desses sobreviventes pode repercutir na medicina, que descobertas os médicos farão a respeito do corpo humano e seu funcionamento em privações extremas. Há também a especulação política. Com esse episódio, como o governo de Sabastián Piñera será olhado pela população?? Mas, pra mim,  essas são questões menores. Esse episódio nos leva a discutir, ou pelo menos a pensar, em quantos trabalhadores, não só mineiros, vivem em situações de risco; quantos morrem tentando levar a salário pra casa; quantos trabalhos sem nenhum tipo de segurança existem por aí.
         Esses mineiros vieram pra mostrar que, por mais que estejamos bem em nossas casas, em nossos empregos, com nossas vidas organizadas, não podemos fechar os olhos para aqueles que não têm essa mesma sorte!












                 Bjos, abraços, aperto de mão!








M.Rosa

0 comentários:

Postar um comentário